Barramento 500kV interliga a subestação existente com os Bipólos 1 e 2


Contrato de um ano englobou terraplanagem, drenagem, malha de aterramento, obras civis e montagem eletromecânica

A obra BRU-BMTE-Barramento Xingu 2017, iniciada em 20 abril de 2017 e finalizada em abril de 2018, consistiu no prolongamento das barras de 500kV para interligação da subestação existente de Xingu (LXTE/NESA) à Estação Conversora 500kVAC ±800kVCC de Xingu – Bipolo-1 (BMTE).
A obra do barramento teve como objetivo viabilizar os testes operacionais e o funcionamento da Estação Conversora 500kVAC ±800kVCC – 4.000MW de Xingu – Bipolo-1, do Sistema de Transmissão de Belo Monte.
Este contrato de um ano englobou terraplenagem, drenagem, malha de aterramento, obras civis e montagem eletromecânica.

Responsáveis pela obra:

– Coordenador Civil: Paulo Henrique Soares
– Coordenador Elétrica/Montagem: Cesar Cerbino Deps
– Engenheiro Civil: Rubens Leite
– Engenheiro Eletricista: Adilson Franco
– Engenheiro de Ar-Condicionado: Arnaldo Malaquias
– Planejamento: Paulo Sant’Anna, Marco Aurélio Rocha, Jair Yossida –
– Orçamento: Raphael Idalgo




IMG_0328

Zopone executa instalação para a Huawei de WL e MW em todo o Brasil


Desafio contínuo na busca e na manutenção da qualidade imprescindível

Em 2017, a Zopone Engenharia ampliou sua grande parceria com a Huawei, executando grande volume de instalações de WL (Wireless) e de MW (Microwaves), além de infra, Box e Optix Access.

Este contrato englobou todas as Regionais da Empresa, contando com 154 equipes atendendo a Huawei, totalizando 3.908 instalações e este desafio continuará em 2018.

A Regional de BSA destacou-se na execução de instalações WL para a operadora Claro. A regional conta com 24 equipes trabalhando no contato Huawei e realizou, em 2017, 646 instalações. A cidade de Brasília foi a primeira capital a ser implantado o 4.5 G da Claro, sistema que amplia a velocidade da internet móvel em até dez vezes mais do que a 4G convencional. Isso foi possível a partir do desligamento gradual da televisão analógica e a operadora vai disponibilizar, além das faixas 2.600MHz e 1.800MHz, a faixa de 700MHz.

O maior desafio do coordenador Diego Lopes foi atender aos prazos agressivos da Huawei atuando em uma região ampla e complexa, pois a regional de BSA atende aos estados do Acre, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia e Tocantins.

Em São Paulo, a Zopone Engenharia executou 349 instalações no ano de 2017. Principalmente ampliações e novas instalações de enlaces de MW para a operadora Claro. Este projeto engloba todas as cidades e DDD’s paulistas e este sistema é parte essencial e indispensável no tráfego de dados e informações na rede de telefonia móvel.

“Com a constante modernização dos sistemas de telefonia móvel (3G, 4G e 5G) e a crescente demanda necessária da população, empresas e o mercado, a atualização e a confiabilidade dos sistemas de transmissão é peça fundamental na rede de telefonia”, afirmou Fábio Pinho, coordenador da Regional de SPO, responsável pelo contrato.

Segundo Pinho, os principais desafios dessa obra foram a logística de divisão das equipes para atender a uma grande demanda no extenso território paulista, manutenção dos custos e prazos de obras dentro de um planejamento viável para a sustentabilidade do contrato, resolução dos problemas encontrados em campo, com atuação ágil, visando o atendimento adequado e a satisfação do cliente e treinamentos contínuos de segurança, qualidade e padronização das instalações.

“O desafio é contínuo na busca e na manutenção da qualidade imprescindível da Zopone e nossa supervisão e acompanhamento das atividades devem ser diários e em tempo integral”, completou o coordenador.

WhatsApp Image 2018-01-24 at 14.06.15 WhatsApp Image 2018-02-09 at 10.50.10

Fotos: MW – SPO

IMG_0339 IMG_0328

Fotos: WL – BSA

Número de equipes por Regional:

BHO       ______ 20

BSA        ______ 24

BLM       ______ 13

CTA        ______ 29

FTA        ______ 10

POA       ______ 14

RCE        ______ 09

RJO        ______ 08

SLV         ______ 08

SPO        ______ 19

 

Responsáveis pela obra:

BHO

Coord.: Guilherme Menezes

Superv.: Jeferson Tenório

BSA

Coord.: Diego Lopes

Superv.: Dennis Martinez

BLM

Coord.: Rodrigo Vergani

Superv.: Veimar Souza

CTA

Coord.: Julio Trizzi

Superv.: Isac Costa / Doglacir Meira / Alessandro Ivanio

FTA

Coord.: Igor Garcia

Superv.: Marcio Neves

POA

Coord.: Fulvio Covacci

Superv.: Marcio Neves

RCE

Coord.: Vinicius Martha

Superv.: Kleiton Nogueira

RJO

Coord.: Paulo Carvalho

Superv.: Rafael Gradella

SPO

Coord.: Fábio Pinho

Superv.: Igor Carraro

SLV

Coord.: Marcus Jezler

Superv.: Elivaldo Santos

 

 

 




Zopone finaliza obra BRU-Siemens/BMTE HVDC Xingu 2016


Linha de Transmissão possui tecnologia inédita

Com 2.092 quilômetros de extensão, a maior linha de transmissão de corrente contínua da América Latina entrou em operação nesta terça-feira (12/12). A linha de transmissão tem tecnologia inédita no Brasil com ultra-alta tensão de 800 kV, permitindo o transporte de energia com redução de perdas. Antes do 1º Bipolo de Belo Monte, o Brasil utilizava a tensão de 600kV nos sistemas de transmissão em corrente contínua.

Com dois meses de antecedência, o Consórcio Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE) concluiu os testes de energização e entregou a operação do sistema elétrico o 1º Bipolo de Belo Monte.  Esta Linha de Transmissão permite o escoamento da energia produzida na Usina Hidroelétrica Belo Monte para as cargas localizadas nos submercados do sudeste e do centro-oeste.

O leilão para licitação das obras do sistema de transmissão, que interliga Xingu (PA) a Estreito (MG), e tem investimento aproximado de R$ 5 bilhões, foi realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 2014. A Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE), sociedade de propósito específico formado pelas empresas State Grid Brazil Holding S.A. (51%), Furnas Centrais Elétricas S.A. (24,5%), e Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. Eletronorte (24,5%), foi a vencedora do Leilão.

A obra estruturante de grande porte foi estabelecida no planejamento setorial e integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e Avançar, cruza os estados do Pará, Tocantins, Goiás e Minas Gerais. Grandes investimentos foram realizados pelo consórcio para garantir a segurança dos canteiros de obras, a mobilização e entrega dos serviços pelas empreiteiras e a garantia do suprimento de materiais especiais dos fornecedores, inclusive com o auxílio da Força Nacional.

Os desafios durante a construção da obra foram superados com sucesso. Destaca-se a gestão e o monitoramento do empreendimento realizado de forma bem-sucedida, contando com diversas instituições governamentais, BMTE, acionistas do consórcio e empresas contratadas.

A Zopone Engenharia foi a empresa responsável pela construção civil e montagem eletromecânica e o prazo total foi de 20 meses.

Fonte: Ministério de Minas e Energia




Zopone finaliza a segunda etapa da Arena ABDA


Complexo engloba duas piscinas olímpicas aquecidas

A Zopone Engenharia entregou, em setembro, a segunda etapa da Arena ABDA (Associação Bauruense de Desportos Aquáticos), complexo esportivo com área total de 9.370 m², que serve de local para a realização de treinos e competições aquáticas e atende, atualmente, mais de 300 crianças por dia.
O local engloba duas piscinas olímpicas (50m x 25m) aquecidas, sendo uma coberta, com arquibancada, academia, ambulatório, sala de estudos, de fisioterapia, de professores, vestiários dos atletas e banheiros.
As piscinas possuem 20 bombas de calor AC290 com 16 filtros F1150P e 2.000m² de área de coletores solares para aquecimento.
A conclusão da última fase da Arena ABDA está prevista para julho de 2018, com recepção, sala de troféu, refeitório, academia completa, vestiário da academia, pátio e será sede de toda a administração da associação.

Responsáveis pela obra:

– Coordenador da Obra: Guilherme Quadros
– Engenheiro Civil: Gabriel Malini
– Mestre Geral: Sérgio José da Silva
– Técnico Elétrica: José Salvador




BRU-BMTE-Barramento Xingu 2017


Obra interligará a subestação existente com os Bipólos 1 e 2

A obra BRU-BMTE-Barramento Xingu 2017, iniciada em 20 abril e com término previsto para abril de 2018, objetiva a interligação do barramento aéreo de 500 kVAC entre a subestação existente NESA/Isolux com Bipólos 1 e 2, de forma a viabilizar os testes operacionais e o funcionamento da Estação Conversora 500Kvac / ±800kVCC – 4.000MW de Xingu – Bipolo-1, do Sistema de Transmissão de Belo Monte.

Este contrato de um ano engloba terraplenagem, drenagem, malha de aterramento, obras civis e montagem eletromecânica.

“A execução do Barramento é essencial para que as subestações conversoras do Bipólo 1 e 2 entrem em operação. Com essa obra vamos aumentar nosso know-how, somar conhecimento à Zopone e agregar experiência no setor”, afirmou o engenheiro de planejamento Paulo Sant’Anna.

 

Responsáveis pela obra:

– Coordenador Civil: Paulo Henrique Soares
– Coordenador Elétrica/Montagem: Wellington Pinto
– Engenheiro Civil: Rubens Leite
– Engenheiro Eletricista: Luciano Fernandes
– Engenheiro de Ar-Condicionado: Arnaldo Malaquias
– Planejamento: Paulo Sant’Anna / Marco Aurélio Rocha / Jair Yossida
– Orçamento: Raphael Idalgo




TIM NOC Gamboa é finalizada com sucesso


Zopone constrói o Centro de Controle de Gamboa, no Rio de Janeiro

A obra TIM NOC Gamboa, localizada no Rio de Janeiro, teve início em fevereiro/2016 e duração de 13 meses, sendo finalizada em março deste ano.

Em seu auge, empregou 120 Colaboradores que auxiliaram na construção do prédio do Centro de Controle de Gamboa/RJ contemplando a fundação, fornecimento e instalação de estrutura metálica, fechamento em alvenaria, impermeabilização, fornecimento e instalação de piso elevado, instalações hidrossanitárias, recuperação de fachada tombada, instalação de nova subestação de energia, nova rede de distribuição elétrica (quadros elétricos para equipamentos, iluminação, tomada e rede de dados), instalação do gerador de energia, fornecimento e instalação de rede de água gelada, novo sistema de climatização em todos os ambientes, instalação de sistema de exaustão, instalação de sistema de detecção, detecção por aspiração, alarme e combate de incêndio.

O maior desafio dessa obra foi a adequação do prédio às exigências do Cliente. “O prédio é tombado, então demolimos toda a parte da bolha do NOC e reconstruímos a partir da fundação até os acabamentos finais e instalação das mobílias”, afirmou Antônio Roa, do Planejamento-BRU.

Responsáveis pela obra:

– Coordenador: Adilson Osório Marcos Franco Junior

– Engenheiro Civil: Celso Teixeira Romero Junior

– Engenheiro Eletricista: Saulo Geraldo Alves Junior e Fernando Valieri

– Engenheiro de Controle e Automação: Diego Resestolato de Assis

– Engenheiro Mecânico: Arnaldo Malaquias dos Santos

– Supervisor Técnico: Emerson Fabiano de Paiva

– Planejamento: Jair Yossida e Antônio Roa