Professores da ABDA incentivam atividades com crianças em casa

Professores da ABDA incentivam atividades com crianças em casa
image_print

Vídeos nas redes sociais da ABDA ensinam brincadeiras para unir e mudar rotina das famílias

A pandemia do novo coronavírus, causador da covid-19, mudou a rotina de todos. Na Associação Bauruense de Desportes Aquáticos (ABDA), com competições suspensas e treinos paralisados, cada turma teve que se adaptar. Atletas de alto rendimento seguem tentando manter o condicionamento físico, técnicos procuram aprimorar os conhecimentos e músicos da ABDA Filarmônica ministram aulas online para algumas turmas de alunos mais avançados.

+ Leia mais: ABDA dribla isolamento para manter atletas em forma

+ Leia mais: Técnicos da ABDA usam quarentena para “turbinar” conhecimento

+ Leia mais: ABDA Filarmônica segue online enfrentado o isolamento|

Com cerca de 5.500 crianças e adolescentes atendidos em Bauru, o desafio da ABDA era encontrar uma maneira de levar atividades também para as crianças da base. Foi com a sugestão da mãe de um atleta que surgiu a ideia dos professores gravarem vídeos ensinando algumas atividades paras as crianças realizarem com as famílias em casa. Os vídeos estão sendo postados nas redes sociais da ABDA (Facebook e Instagram), formando a série #façaemcasa, e despertaram atenção dos seguidores. Os vídeos também ficarão disponíveis no canal da ABDA no YouTube (www.youtube.com/ABDABauru).

Grande família – Camila Paulucci Cortez, que deu a ideia inicial, é mãe de Arthur Cortez de Siqueira, 8 anos, atleta de polo aquático da ABDA. “Fico feliz que pude ajudar nesse momento. O Arthur está adorando”, comentou Camila na página da ABDA no Facebook.

“O objetivo das atividades sugeridas é aumentar o vínculo da ABDA com as famílias que formam nossa grande família, matar saudades das nossas crianças e estimula-las a fazer algo diferente, que saia um pouco da rotina delas”, explica a professora Janaína Parra Grossi, que elaborou o vídeo inicial com uma antiga e divertida brincadeira, batizada de 3 Marias, Tento ou Bugalha, conforme a região. A atividade é indicada para crianças de 7 anos ou mais.

Janaína explica que as atividades propostas nos vídeos serão de vários tipos, jogos, brincadeiras e também atividades físicas. “A intenção dos nossos professores é desenvolver as capacidades físicas e habilidades das crianças. Muitas vezes, de maneira lúdica para atrair mais o nosso público”, afirma a professora.

Confira o vídeo da professora Janaína no canal da ABDA no YouTube: https://youtu.be/wKdahprTs_c

A professora Gislaine Luquetto elaborou uma atividade de boliche caseiro, indicada para crianças com 5 anos ou mais. “A brincadeira pode ser feita usando garrafas pet ou copinhos descartáveis. É só usar a criatividade”, incentiva a professora que fez a brincadeira junto com a filha no vídeo.

Confira o vídeo da professora Gislaine no canal da ABDA no YouTube: https://youtu.be/KJbx4YUl7MU

+ Leia mais: 6 dicas do professor da ABDA para estudar inglês na quarentena

+ Leia mais: Nutricionista da ABDA dá dicas para fortalecer o corpo com alimentação

Brincadeiras com copos – Coordenação, atenção e concentração são habilidades trabalhadas de maneira lúdica em brincadeiras realizadas com copos plásticos. Os de vidro não são indicados, pois podem quebrar e provocar ferimentos.

A professora Flávia Henes aposta em uma atividade que trabalha a coordenação motora para crianças de 5 a 12 anos. “A brincadeira chamada Escravos de Jó é feita com copos e dá para fazer em casa junto com os pais e irmãozinhos, até que possamos voltar ao normal”, convida a professora no vídeo.

Outra brincadeira que trabalha a coordenação motora das crianças, além de concentração e atenção é a proposta pela professora Fernanda Alves. A atividade ABC dos Copos é indicada para crianças a partir de 4 anos. Os participantes têm que seguir as orientações dadas por uma música (acesse a música no link https://youtu.be/fFo1i8EIS74) e executar movimentos com copos. “Essa brincadeira trabalha bastante a coordenação e a atenção das crianças”, enfatiza Fernanda.

Confira o vídeo da professora Fernanda no link do canal da ABDA no YouTube: https://youtu.be/3XT1Zz8nq-Q

Treino físico – A Carol Lioni, que atua com atletas do polo aquático entre 9 a 12 anos, preparou um treinamento que as crianças podem executar em casa. Com movimentos simples e até divertidos, os atletas poderão se manter ativos durante o período ausente das piscinas. A atividade que usa uma bola e um colchonete pode até ser feita pelos demais membros da família.

Confira o vídeo com o treino da professora Carol Lioni no canal da ABDA no YouTube pelo link: https://youtu.be/5jCt51OkHdU

Foto principal: Arthur Cortez de Siqueira, 8 anos, aluno de polo aquático

 

Notícias relacionadas

VOLTAR AO TOPO